Sim, isso é importante

A perda de cabelo durante a quimioterapia pode ser evitada?

CAPELLI, SISTEMA DE RESFRIAMENTO DO COURO CABELUDO

O uso do resfriamento do couro cabeludo é, comprovadamente, o melhor método para se evitar a alopécia,  efeito colateral de uma boa parte dos tratamentos de quimioterapia. 

O sistema de resfriamento do couro cabeludo através da circulação de ar extremamente frio por uma touca térmica com aletas internas que garantem fluxo turbulento (sistema patenteado pela Fabinject) oferece uma resposta superior aos tradicionais métodos de resfriamento. 

História do resfriamento do couro cabeludo na quimioterapia

Vários estudos científicos e várias patentes publicadas ao redor do mundo, desde os anos 1.970, mostram que o resfriamento do couro cabeludo auxilia na diminuição da queda de cabelo (alopécia); efeito esse muito comum e esperado quando do uso de algumas drogas quimioterápicas.

No início, usavam-se toucas plásticas aonde se colocava gelo picado. 

Posteriormente foram criadas as toucas de gel (1) em forma líquida. Este gel, com propriedade de maleabilidade  e de difícil congelamento é um método relativamente eficaz de resfriamento, desde que mantido a temperaturas extremamente baixas (freezers comuns não são capazes de cumprir esta função) e trocadas de tempos em tempos por decorrência do seu aquecimento. Este método, em particular, demanda muita disciplina e atenção da equipe médica e do próprio paciente. Sendo assim, vários estudos comprovam a baixa performance na maior parte dos casos em que este método é escolhido.

Vieram então os equipamentos que resfriam a base de líquido (2). Tal líquido resfriado circula por uma touca acoplada à cabeça do paciente, presa por cinta, levando ao resfriamento do couro cabeludo.

Como se trata de resfriamento por contato, através de uma serpentina de silicone, este método não se acopla em 100% do couro cabeludo, para maioria dos pacientes. São muito comuns as reclamações da existência de partes calvas em meio a manutenção do cabelo. Além do fato de que a touca, para manter o acoplamento, deve ter um ajustamento perfeito, algo pouco conseguido durante todo o tratamento.

foto real do resultado falho no uso dessas toucas
foto real do resultado falho no uso dessas toucas

Estas toucas também são relativamente pesadas e como o tratamento demanda um longo período de acoplamento, a reclamação torna-se frequente.

Nos dois casos citados acima, touca de gel (1) e equipamento de líquido circulante (2), as toucas possuem durabilidade baixa, tendo que ser trocadas em curtos períodos de tempo, aumentando assim os custos.

Para driblar os problemas acima elencados, foi desenvolvido um sistema de resfriamento do couro cabeludo através de ar frio em uma touca flexível, que não obteve muito sucesso no mercado pelo fato de a temperatura do ar não ser baixa o suficiente e por manter áreas dentro da touca com ar em diferentes temperaturas.